2º Sgt Nascimento emergindo à política

O filho do sapateiro e da copeira do Jornal a Razão de Santa Maria tem suas metas à sua categoria

 

    Flavio Gilberto do Nascimento, 2º sargento RR, filho de João Manoel do Nascimento, que faleceu com 96 anos, participou da revolução de 1930, sua mãe Tereza de Jesus Vieira do Nascimento, faleceu aos 74 anos. Seu pai trabalhava como Sapateiro e sua mãe era Copeira do Jornal a Razão de Santa Maria.

    Seus irmãos Sonia Santos (62 anos), João Alberto Nascimento (58 anos), Paulo Roberto do Nascimento (55 anos), Flavio Gilberto do Nascimento (52 anos), Tania Maria do Nascimento Cortes (47 anos), Vania Regina do Nascimento
(42 anos).

                                                 O material redigido foi coletado pela esposa do
Sgt, a jornalista Ana Fátima Lacerda, MTb 8454,
diplomada pela UNISINOS. Ex servidora da BM.

    João Alberto Nascimento (1º Ten aposentado) e Paulo Roberto do Nascimento (2º Sgt aposentado), na Brigada Militar
    Uma vida humilde, os dois irmãos homens trabalhavam no Jornal A Razão, Flávio numa empresa de refrigerante chamada Sirila e a mãe também no Jornal como copeira.
    Nascido em 24 de outubro de 1962, na cidade de Santa Maria / Rio Grande do Sul, Vila Kennedy, saiu de casa com 17 anos, estudou na Escola de Artes e Ofícios Hugo Taylor. Tinha uma infância muito bem aproveitada,
    Brincava de carrinho de lomba, bolinha de gude; amigos de infância Alcemir dos Santos, Jorge Eli Brito (amigo até hoje). Seu Ensino Médio cursou na Escola Estadual de Ensino Médio Setembrina, Viamão.
    Colocava som em festas, danceterias, por toda a cidade e também nas reuniões dançantes, sempre trabalhou e logo que casou já teve o primeiro filho, começou trabalhando em uma indústria de refrigerante chamada Sirila. Vivia bem próximo, a 100metros de um posto policial do 1 Regimento de Cavalaria Montada, saio da escola e ia para lá levar cafezinho e água para o pessoal do posto e conversar, passou a admira-los. Tinha 8 a 9 anos, presenciou, inclusive a morte de um policial
    Fez as provas de ingresso em Santa Maria, tinha um tio que era brigadiano (cabo), em Porto Alegre, foi morar com ele, a mãe achava que trabalhar na brigada era perigoso, mas aceitou
Entrou na Brigada Militar com 19 anos (em 19/07/1982) em Santa Maria, era época da ditadura, saindo do regime militar para o presidencialista, e o pais acompanhava atentamente esse movimento, inclui na Brigada Militar no ano de 19/07/1982 fez o curso na EsFecs, por 6 meses. No corpo de alunos era Cap. Roberto Staubs, lembra que pegou pneumonia por levantar muito cedo, para fazer instrução, A primeira unidade foi o 11 BPM, começou a trabalhar em janeiro de 1983 no POLOST (Policiamento Ostensivo) e em 1985 no PELESP (Pelotão de Choque) foram 10 anos, já sabia como era a profissão porque ouvia falar, pois já tinha quatro primos, cincos tios e dois irmãos brigadianos.

Histórico da constituição de família

  Ana Fátima Lacerda do Nascimento, profissional liberal, Jornalista e Assessora de Comunicação, formada pela UNISINOS e pós-graduada em Marketing Estratégico pela ESPM)
    Natalia Costa do Nascimento (falecida com 17 anos em 2002), por morte natural
    Stephanie Marques dos Nascimento (24 anos) 1991 segunda na foto;
    Kissyla Marques do Nascimento (22 anos) 1992 primeira na foto
    Douglas Marques do Nascimento (20 anos) 1994 terceiro na foto
    Gabriel Bortolozzo do Nascimento (09 anos) (2005) menor

 

 

 

 

 

Da esquerda pra direita, segue: Kissyla Marques do Nascimento ,                                    Da esquerda pra direita, segue: Anan fátima 
Stephanie Marques dos Nascimento , Douglas Marques do Nascimento                          Lacerda, Flavio Nascimento e Indira Lacerda Luz.
e Gabriel Bortolozzo do Nascimento

 

    Roteiro dos órgãos em que trabalhou, 11° BPM, começou em janeiro de 1983 no POLOST e em 1985 até início de 1995 por aproximadamente 10 anos no PELESP (Pelotão de Choque), trabalhou também no Gabinete do Cmt Geral em 1994 a 1997, Gabinete do Governador 1997 a 1998, Gabinete do Chefe do Estado Maior da Brigada Militar 1999 na Ajudância Geral de 1999 a 2000, Gabinete do Vice-Governador 2002, Departamento Logístico e Patrimônio Gabinete do Diretor 2000 a 2002 e Departamento de Saúde 2002 a 2008.

    Depois foi para Assembleia Legislativa do RS 2008 a 2009
Câmara dos Deputados Federal 2009 a 2011 ao que vim entrar para reserva remunerada, em todos aprendeu noções de cidadania, respeito e responsabilidade.

    Flavio fez Curso de Formação de Militância Digital, 1°Fórum Educação que dá certo no Teatro do SESI FIERGS,
Cursos para o Conselho Tutelar pela URBIS e ACONTURS e Violência contra Criança – Ministério Público do RGSul.

    Em seu tempo livre, gosta de, tocar violão, jogar xadrez, tênis, futebol, gosta de ler jornais e revistas voltadas para a política e segurança, seu exercício favorito, correr. Sobre música é muito eclético mas tem preferência por reggae

    Recebeu medalhas de ouro, prata e bronze de serviço, medalha da defesa civil do Estado por bons serviços prestados no gabinete do governador em 1998.

 

 

 

 

Sargento Nascimento apresentando
um de seus hobbies

    Fato em que marcou na sua profissão foi o Tiroteio na Vila Jesus em 1987, marcou por ser a primeira vez que participou de um confronto pela adrenalina e tensão do momento, entraram de madrugada, grupo de 5 GPM e de 5 integrantes do Pelotão de Choque, durou uns 5 minutos, o individuo estava atirando na patrulha e foi alvejado, por dois disparos, vindo ao óbito.

    Sua conclusão, Gosta muito de uma frase escrita por um autor desconhecido que diz “Conserve os olhos fixos num ideal sublime, e lute sempre pelo que deseja, pois só os fracos desistem e só quem luta é digno da vida”. “Agradeço a Deus e a Brigada Militar, por tudo que tenho, pois se não fosse o meu trabalho não teria adquirido conhecimentos sobre Segurança Publica, Politicas Públicas e Politicas Partidárias. Ainda sigo “correndo” atrás de um sonho, fazer um curso superior de Direito, pois acredito que tenho mais a aprender e principalmente c





ontribuir para a sociedade. Por isso agora meu projeto é colocar meu nome a disposição do partido PDT para concorrer ao pleito municipal de 2018, no cargo de vereador de Porto Alegre. Desejo lutar pelas causas brigadianas.“

    Atualmente é Presidente do Movimento Municipal Trabalhista pela Segurança do PDT POA/RS e Delegado da 114 Zona Eleitoral, na Zona Sul da cidade, que abrange oito bairros. O objetivo do movimento é especificamente discutir políticas de Segurança Pública para o município e para a sociedade em geral. Está organizando o Encontro dos Amigos do Passado Presentes no Futuro, para o dia 15 de novembro de 2015, ao meio dia, no CTG da ABAMF, em Porto Alegre. O evento é um encontro de antigos companheiros, para uma confraternização em nome dos velhos tempos de trabalho na BM e das grandes e boas lembranças”.

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks

URL curta: http://www.abcdaseguranca.org.br/?p=7744

Publicado por em dez 12 2016. Arquivado em 1. Brigadianos, Cap Bessi, HISTÓRIAS DE VIDA, JCB 243, Literatura. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Comentários e pings estão desabilitados.

Os comentários estão desabilitados!

Imagens

120x600 ad code [Inner pages]
Por Laboratorio Web