FAQ

Perguntas mais Frequentes

 

  1. 1.    O que é este site?

Este site é uma experiência que busca destacar as pessoas que trabalharam ou trabalham nas instituições da segurança pública do Estado do Rio Grande do Sul e apresentar condutas, além da profissional, as sociais, esportivas, filantrópicas, de produção cultural ou por outro tipo de destaque, seja por situação extraordinária ou por uma nova percepção do cotidiano, o qual pode ter alcance estratégico, em prol da sociedade e das instituições. Também tem o mesmo interesse para o site as pessoas da sociedade que, independente do motivo, agregaram aspectos e trabalhos em prol da segurança da sociedade.

 

  1. 2.    Como posso apoiar o site?

Apóiem-nos com informações. Só conseguiremos fazer existir esta proposta se houver de colegas das entidades das instituições SSP, BM, PC, Susepe, IGP, Guardas e Bombeiros Municipais e de órgãos federais,  boa receptividade, nos auxiliando na missão e prestigiando a vida institucional dos colegas . O melhor apoio está em nos repassar dados importantes e, também, cobrar o nosso procedimento editorial correspondente.

 

  1. 3.    Que tipo de apoio necessita o site?

Escrevam em nosso Contato; enviem-nos emails; façam telefonemas ou enviem recados por terceiros. Informem-nos, por qualquer meio, todos os dados que considerarem importantes sobre o foco História de Vida. Nos auxilia sobre maneira cobrar  nossa resposta objetiva, técnica e com o devido procedimento editorial. Entendam e critiquem nossos conceitos de Parceria (Entidade) e de colaboração individual (Voluntária via entidade).

 

  1. 4.    Entidade colaboradora  “Parceira”

Entidade com foco na segurança pública ou constituída de servidores das instituições policiais que adere ao portal aceitando indicar “Histórias de Vida” e apoiando, através de seu Departamento Cultural, ou de algum setor da entidade que faça essa atividade, com um “colaborador individual” que apreende e faz a coleta da “Histórias de Vida”, na forma preconizada no link: http://www.abcdaseguranca.org.br/?p=257

 

  1. 5.    Colaborador individual de entidade  “Parceira”

Pessoa, sócio de alguma entidade de policiais, ou vinculada à segurança pública, que opera voluntariamente o recolhimento de dados para elaboração de uma “História de Vida”, apreendendo e fazendo essa tarefa na forma preconizada no link: http://www.abcdaseguranca.org.br/?p=257 .

  1. 6.    Qual o retorno para quem apoia o Portal

Quem prestigia merece ser prestigiado. Ao indicar, buscar e processar “Histórias de Vida”, as entidades e seus colaboradores individuais estão, também, projetando sua própria vida profissional ao reconhecimento da sociedade. O portal  “abc” se tornará reconhecido retribuindo em mídia direta no jornal impresso “abc da segurança pública / Correio Brigadiano”.  Diretamente na inserção do texto da história de vida, fazendo o crédito correspondente, da entidade e do colaborador individual, mas também, com reportagens diretas no interesse das entidades parceiras, bem como destacando como foto o crédito do colaborador individual.

 

  1. 7.    Entidade colaboradora “Parceira”

Todas as ONGs de entidade da SSP ou de suas vinculadas, incluindo-se as entidades de classe, ou mesmo ONGs da sociedade que tenham em sua finalidade social algum aspecto ou viés de interesses institucionais de polícia  segurança, são  afins com a segurança pública. O fulcro constitucional deste setor da sociedade brasileira, se auto define em um binômio e um trinômio. O primeiro (binômios do fazer) “…dever do Estado, direito e responsabilidade de todos…”, mas cuja finalidade, está no trinômio dos destinatários, que no mesmo texto se expressa de forma muito clara “…exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio…” Isso nos dá uma amplitude muito grande de organizações não governamentais que são afins à Segurança Pública, com tudo que diga respeito a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

 

  1. 8.    Colaborador individual de entidade  “Parceira”

Um associado de uma ONG que tenha afinidade, identificação ou interesse com questões da segurança pública e que queira pesquisar na sua experiência de vida e do que diga respeito a sua entidade, profissionais de segurança ou mesmo pessoas da comunidade que com sua conduta e dedicação fazem a diferença e produzem efeitos positivos para a segurança da sociedade. A relação do colaborador é com sua ONG e através dela alcança o material para o portal.

 

  1. 9.    Reconhecimento público da relação com as entidades parceiras e Colaboradores voluntários da entidades

Todas as entidades que se tornam parceiras são devidamente registradas e seus colaboradores voluntários são indicados pelas direções das entidades. Assim também o material de texto ou fotografia coletado é devidamente cadastrado com os créditos da entidade e do colaborador.

 

  1. 10.  Crie sugestões de interatividade…

Estamos começando um processo onde até nossa interface não tem a melhor configuração ou uso dos recursos mais modernos e disponíveis. Não estamos tão preocupados com a tecnologia. Ela é indispensável, mas não é o principal. Não adianta dominarmos algo que nada vale para o grupo. O grupo define os instrumentos pelas sugestões das necessidades de seu uso.

Aguardamos a sua participação.  Obrigado a direção

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks

Imagens

120x600 ad code [Inner pages]
Por Laboratorio Web